Escolha o perfil:
Reparador
  • Distribuidor
  • Motorista

ADITIVO DE ARREFECIMENTO

ADITIVO DE ARREFECIMENTO

Para obter um melhor desempenho do automóvel, alguns cuidados são necessários, como a manutenção do radiador que está essencialmente relacionada ao uso de aditivos de arrefecimento adequado para cada tipo de motor. 


Para se ter uma ideia da importância desta manutenção, o sistema de arrefecimento é responsável por cerca de 40 a 60% das falhas em motores e afeta diretamente o consumo de combustível. A utilização de aditivos corretos e de qualidade, seguindo as especificações indicadas, é imprescindível para proteger o motor e, assim, evitar o superaquecimento e a corrosão do sistema, além do ressecamento das mangueiras, travamento das válvulas termostáticas, entre outros problemas.


O uso de água comum no radiador nunca é indicado. O mecânico deve instruir o motorista para consultar o manual do veículo e, então, saber como abastecer o reservatório de líquido de arrefecimento. Nele, há a indicação correta da proporção entre água desmineralizada e o aditivo indicado. 


Outro fator importante é observar que as normas vigentes para a reposição do líquido e manutenção do radiador é que somente os produtos à base de Monoetilenoglicol são considerados aditivos de arrefecimento.
Confira os diferentes tipos de aditivos de arrefecimento da Valeo e suas indicações: 


A Valeo oferece cinco versões de aditivos de arrefecimento em sua linha, todos à base de Monoetilenoglicol, produzidos de acordo com as normas padrão NBR e ASTM, reconhecidas nacional e internacionalmente, divididos em duas tecnologias: orgânico e inorgânico. 
A versão Orgânico é apresentado em três diferentes frascos, são indicados para qualquer tipo de carro e garante vida longa, até cinco vezes maior que as versões inorgânicas, chegando a 240 mil km de uso. O Protect Ultra 100, Rosa ou Amarelo, deve ser diluído em água desmineralizada 2 X1. O Protect Ultra Rosa já vem diluído e pronto para o uso.


Na versão Inorgânico, com vida útil para até 30 mil Km, o Protect 100, na cor verde, é concentrado e deve ser diluído 2X1 e o Protect, também na cor verde, já vem diluído para o uso.
Todos oferecem os principais diferenciais de serem anticorrosivo, antifervura, anticongelante, antibolhas e principalmente de manter o veículo operando dentro da temperatura ideal de funcionamento do motor, evitando assim, o consumo excessivo de combustível e o desgaste  acelerado das peças que pertencem ao sistema de arrefecimento.


Não é indicado misturar as duas tecnologias, pois haverá a aceleração do processo corrosivo.  Outra recomendação importante é não completar o nível com água comum quando baixar. Isso pode ser extremamente prejudicial, pois ela irá diluir a concentração ideal do aditivo.