Cilindro mestre da embreagem

Cilindro escravo da embreagem

Como resultado das novas tecnologias e requisitos dos fabricantes de automóveis, tornou-se difícil instalar um cabo de embreagem em linha reta entre o pedal e a alavanca de acionamento do garfo. Por esse motivo, cada vez mais automóveis utilizam atualmente sistemas hidráulicos. Estes são muito mais flexíveis e confiáveis, se comparados com os sistemas mecânicos. Em primeiro lugar, permitem um esforço do pedal menor, constante e perfeito. Depois, o material utilizado é muito mais leve (redução de até 70% do peso relativamente ao comando do sistema de embreagem padrão) e são muito mais compactos. Esta é a razão principal por que esta tecnologia é mais fácil de implementar em projetos de equipamento original.

 

Esta é a razão principal porque esta tecnologia é mais fácil de implementar em projetos de equipamento original. Respondendo a esta tendência de mercado, a Valeo desenvolveu uma vasta gama de peças hidráulicas: cilindros mestre da embreagem (CMC – servo embreagem), cilindros atuadores da embreagem (CRC) e cilindros escravos da embreagem (CSC). Tanto o cilindro mestre da embreagem como o cilindro atuador da embreagem são usados no sistema “semi-hidráulico”, ao passo que o sistema “completamente hidráulico” usa-se um servo embreagem e um cilindro escravo da embreagem. O servo embreagem faz parte tanto do sistema completamente hidráulico, como do semi-hidráulico.  A sua função consiste em transformar o movimento do pedal da embreagem através do movimento do fluido hidráulico. 

A nova geração de cilindros escravo da embreagem com sensor é usada comumente em aplicações equipadas com freio de mão eletrônico, controle de velocidade de cruzeiro ou função Start-Stop. Um sensor está instalado no corpo do servo embreagem e o pistão contém um magneto. O campo magnético permite que o sensor detete a posição linear do pistão identificando a posição do pedal.

O nosso site é personalizado para você. Selecione o seu perfil.