VALEO DESVENDA MITOS E VERDADES SOBRE A MANUTENÇÃO DE PALHETAS

Quando o assunto é preservação e aumento da vida útil das palhetas de para-brisa, não faltam dicas “caseiras” que prometem ajudar os donos dos veículos nesta missão. Mas, nem sempre, estes conselhos estão certos e, aos segui-los, corre-se um alto risco em obter um efeito contrário. Para ajudar o consumidor a cuidar melhor de suas palhetas, a Valeo preparou uma lista para desmistificar cinco crenças bastante comuns.
Confira!

 

Renovadores de palhetas aumentam a vida útil da peça

MITO. Existem alguns aparelhos que prometem deixar a borracha da palheta nova em folha, pois são uma espécie de estilete que corta a parte quebradiça.  Trata-se, porém de uma solução ineficaz, pois não aumenta a vida útil da palheta. O procedimento pode até melhorar a limpeza na primeira ou segunda tentativa de uso, mas por danificar a proteção química da palheta não aumentará sua vida útil. No fim das contas, o dono do veículo terá que comprar uma nova logo na sequência.

Sabão neutro no recipiente do limpador de para-brisa é mais eficiente

VERDADE. O correto é utilizar sempre sabão líquido neutro, ou produtos desenvolvidos especialmente para este fim. Por serem desengordurantes eles deixam a cobertura do vidro mais lisa, facilitando a ação das palhetas. No entanto, não é indicado misturar produtos, usar detergentes, desengordurantes de limpeza e outras substâncias, uma vez que elas podem ressecar as palhetas e diminuir sua vida útil. 

Querosene, álcool ou “pretinho” para limpar as palhetas ajudam elevar vida útil

MITO. Muita gente usa desta técnica, mas está errado. Estes produtos possuem substâncias abrasivas que ressecam a borracha e prejudicam o funcionamento das palhetas. Prefira sempre um pano umedecido com água.

Encerar o para-brisa melhora a eficiência dos limpadores

DEPENDE. Algumas pessoas têm o hábito de encerar o para-brisa e acreditam que isso não afeta a visibilidade e também não danifica as palhetas. No entanto, é preciso ter cautela, uma vez que o produto sair do vidro e seguir impregnado na borracha, pode danificar a aderência da palheta. Por isso, é preciso ter o cuidado de limpar a palheta sempre que for tirar a cera do vidro para não deixar resíduos.

Braço do limpador desregulado pode prejudicar ação da palheta

VERDADE. O braço tem regulagem específica que serve para aplicar a pressão correta da palheta sobre o vidro. Uma vez que isso é danificado, a ação do componente fica comprometida. Acontece que essa desregulagem nem sempre é visível para o dono do carro, que acaba substituindo a palheta sem necessidade. Por isso, é preciso ter muito cuidado nas lavagens do para-brisas e na manipulação desses braços. A Valeo possui uma ferramenta exclusiva que de forma muito simples é capaz de diagnosticar se os braços estão tortos ou não. 

Quer saber mais dicas sobre a preservação dos componentes Valeo? Acesse o canal online Techcare  que oferece assistência remota de pós-venda, facilitando a vida de quem precisa de suporte imediato ou melhorar o aproveitamento do produto. 

O nosso site é personalizado para você. Selecione o seu perfil.